O que é avaliação neuropsicológica?


A Neuropsicologia é uma disciplina científica que estuda as relações entre o cérebro, o comportamento e os processos mentais. É uma ciência necessariamente multidisciplinar, tendo em vista a complexidade do seu objeto de estudo e teve origem a partir dos conhecimentos adquiridos da neurologia e da psicologia. Esses conhecimentos têm evoluído e se modificado nas últimas três décadas criando condições para o desenvolvimento de métodos específicos de avaliação.

A avaliação neuropsicológica busca investigar quais as funções cognitivas estão preservadas e quais estão comprometidas. Utilizando instrumentos (testes, baterias, escalas) padronizados para avaliação das funções cognitivas, o especialista pesquisará o desempenho de habilidades como: atenção, linguagem, percepção, raciocínio, abstração, afeto, habilidades motoras, visuoconstrução, aprendizagem, memória, processamento da informação, funções executivas e humor. A avaliação neuropsicológica tem por objetivo coletar os dados clínicos para auxiliar na compreensão da extensão das perdas e explorar os pontos intactos que cada patologia provoca no sistema nervoso central de cada paciente. A partir desta avaliação, é possível estabelecer tipos de intervenção, de reabilitação particular e específica para indivíduos com disfunções adquiridas, genéticas, primariamente neurológicas ou secundárias a outros distúrbios. É recomendada em qualquer caso onde exista suspeita de uma dificuldade cognitiva de origem neurológica ou comportamental. As principais indicações são: doença de alzheimer e outros tipos de demências, diagnóstico diferencial entre depressão e demências, epilepsia, TDAH, dificuldades escolares, distúrbios psiquiátricos ou neuropsiquiátricos, esclerose múltipla ou outras doenças neurodegenerativas, distúrbios do desenvolvimento, Déficits causados por abuso de drogas e álcool e outras substâncias, lesões cerebrais decorrentes de traumatismos, AVC ou “derrame”.

Em tese, todo profissional da área de reabilitação com especialização em Neuropsicologia pode realizar a avaliação, porém,SOMENTE psicólogos podem denominar-se Neuropsicólogos e SOMENTE psicólogos podem utilizar, dentro da avaliação neuropsicológica, os testes exclusivos de psicólogos.

O profissional precisa ser experiente, estar engajado na comunidade científica a fim de ser constantemente atualizado sobre as testagens. A bateria de avaliação deve ser montada de acordo com as queixas do paciente e o objetivo da avaliação. Não é um teste único que serve para todos os indivíduos! O laudo precisa ser claro, específico e estar de acordo com o que foi solicitado. Pode-se utilizar tarefas sem validação científica para explorar determinada função cognitiva, desde que esta tarefa não seja a única fonte de dados. O resultado precisa ESCLARECER o caso e nunca CONFUNDIR!

Em função da dificuldade em realizar uma avaliação neuropsicológica sem utilizar um único teste exclusivo para psicólogos, essa avaliação RARAMENTE será feita por um único profissional não-psicólogo. Ter a especialização em Neuropsicologia não torna um profissional autossuficiente, mas faz dele mais uma peça apta a desvendar o quebra-cabeças.

Mariana Lima

Cristiane Fabres

Referências

Coutinho, G., Mattos, P., Abreu, N., In: Malloy-Diniz, L. F., Fuentes, D., & Mattos, P. (2010). Avaliação Neuropsicológica (Artmed Ed.).

 Forster, L. (2013). Avaliação Neuropsicológica. from http://www.infapa.com.br/ambulatorio/atendimento/avaliacao-neuropsicologica/

 Medeiros, C. E. R. d. (2013). Avaliação Neuropsicológica. from http://www.marisapsicologa.com.br/avaliacao-neuropsicologica.html

 Salles, J. F., Fonseca, R. P., Cruz-Rodrigues, C., Mello, C. B., Barbosa, T., & Miranda, M. C. (2011). Desenvolvimento do Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve Infantil NEUPSILIN-INF. Psico-USF, 16(3), 297-305.